LIGA SUL-MINAS-RIO

Presidente da Sul-Minas-Rio, Gilvan revela encontro cordial e apoio de Del Nero à Liga

Decisão para realização de torneio será tomada em 48 horas

postado em 01/10/2015 14:20 / atualizado em 01/10/2015 15:02

 Paulo Filgueiras/EM/D.A Press
Os representantes da Copa Sul-Minas-Rio tiveram uma reunião proveitosa nesta manhã com o presidente da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), Marco Polo Del Nero. Segundo revelou o presidente da Liga e mandatário do Cruzeiro, Gilvan de Pinho Tavares, o presidente da entidade máxima do futebol brasileiro acolheu de forma receptiva a criação do novo torneio. A decisão sobre a realização do torneio, contudo, sai em 48h.

"Fomos muito bem recebidos pelo presidente Del Nero. Ele nos disse que vai abraçar a Liga. Contudo, tem que ouvir outros dirigentes antes da decisão, que sai em até 48 horas. Ele nos pediu um tempo. Mas a tendência é que o torneio comece no ano que vem mesmo”, afirmou Gilvan, ao Superesportes.

O presidente da Liga explicou que a primeira edição terá 12 clubes divididos em três grupos. Paralelamente, os participantes disputarão os Estaduais. “Nós deliberamos que o primeiro torneio tem que ser mais curto, em seis ou oito datas. Nos comprometemos a jogar também os campeonatos regionais”, confirmou.

A Liga Sul-Minas-Rio tem como fundadores Figueirense, Joinville, Chapecoense, Criciúma, Avaí, Flamengo, Fluminense, Internacional, Grêmio, Atlético, Cruzeiro, Coritiba, Atlético-PR, Paraná Clube e América. Os dois últimos não participarão da primeira edição do torneio.

"Será uma competição mais enxuta em 2016 em função do calendário, mas nada impede que mudemos para 2017", declarou Gilvan.

"O saldo foi surpreendentemente espetacular, porque a liga está montada, o produto está na rua. Nós vamos cumprir nossos contratos com os estaduais. A liga está definitivamente formada. Seguramente é o segundo produto do futebol brasileiro", declarou Alexandre Kalil, ex-presidente do Atlético e CEO da Liga.

Secretário-geral da CBF adota cautela

A euforia dos dirigentes de clubes integrantes da Liga Sul-Minas-Rio foi respondida com cautela pelo secretário-geral da CBF, Walter Feldman. Ele declarou que a criação de um torneio já no próximo ano ainda depende do encontro de "uma solução adequada a todos".

Na saída da reunião, os presidentes de clubes vibraram com a declaração de Del Nero de que "abraçava a ideia". Mas, segundo interlocutores, a expressão se referia à criação da liga, e não da competição entre os clubes que a compõe.

"O sistema do futebol é muito articulado. Envolve a CBF, as federações e os clubes brasileiros. Portanto, a resposta em relação a isso tem que ser uma resposta articulada", comentou Feldman. "O presidente (Del Nero) se comprometeu a, nos próximos dias, estudar os vários departamentos ligados a essa questão, notadamente a área jurídica e de competições, para nós termos o resultado adequado."

A criação de um novo torneio encontra resistência em federações, que temem a perda de força dos campeonatos estaduais. A Federação de Futebol do Rio (Ferj), por exemplo, já elaborou uma nota se manifestando contrária à competição. A entidade, apoiada por 14 dos 16 clubes que disputarão o Carioca do ano que vem (apenas Flamengo e Fluminense, que estão na liga e rompidos com a Ferj, não apoiaram), diz que a articulação é ilegal.

Sobre isso, Feldman divagou. "O Gandhi dizia que a busca da paz não é colocar o conflito debaixo do tapete. O conflito tem que ser estudado, analisado. Você tem que agregar aquilo que é impositivo de todos os lados. Há um sistema de organização do futebol, através da CBF, das federações, dos clubes. À vezes manifestações desse tipo podem criar dificuldades, que serão analisadas do ponto de vista estatutário, regimental e organizacional do futebol para ver se é possível uma solução que seja adequada a todos."

Segundo o dirigente, o prazo de 48 horas para que a CBF tome uma posição oficial pode se estender. "O presidente, em determinado momento, falou em 48 horas. Mas é evidente que os demais departamentos podem reivindicar um período um pouco maior. É uma decisão muito importante, portanto ela tem que ser tomada com muita sabedoria, muita sensibilidade e com o tempo adequado", afirmou Feldman.

Tags: seriea americamg cruzeiroec fluminenserj flamengorj joinvillesc chapecoensesc avaisc figueirensesc paranaclubepr atleticopr coritibapr atleticomg