Você está em MG

UFC 168

Anderson não sabe se aposenta e diz que está preparado para voltar a ser campeão

Spider diz em coletiva do UFC que quer o peso do cinturão de novo em suas costas

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

postado em 27/12/2013 13:27 / atualizado em 27/12/2013 13:33

Túlio Kaizer /Superesportes

Josh Hedges/Zuffa LLC/Zuffa LLC via Getty Images

O brasileiro Anderson Silva está confiante na reconquista do cinturão dos médios do UFC na edição 168 do Ultimate, na MGM Grand Garden Arena, neste sábado, em Las Vegas. Spider disputará a revanche e grande luta da história da organização contra Chris Weidman, que foi seu algoz em julho.


Anderson foi nocauteado por Weidman no mesmo local, considerado a meca do MMA. Na oportunidade, ele disse que tirou das costas um pouco do peso de ser campeão do UFC por muito tempo (detinha o título desde 2006). Mas o Spider quer voltar a sentir esse 'peso' depois da revanche.


"Consegui fazer feitos aos quais foram gratificantes para mim e trouxeram todo esse peso para a minha carreira e minha vida. Estou contente por esse peso. Ele vai voltar de novo daqui a alguns dias. Estou preparado", disse, em entrevista coletiva do UFC 168, no mesmo local do evento.

CLIQUE AQUI E VEJA FOTOS DAS COLETIVAS E ENCARADAS DO UFC 168

Outra fala de Anderson Silva após a derrota para Weidman foi a cogitação de uma aposentadoria. O brasileiro disse que o resultado da revanche com Chris Weidman influenciará na decisão que tomará para a sequência, ou não, de sua carreira.

"Claro que vai influenciar na minha decisão (o resultado da luta). Tenho oito lutas no meu contrato. Enquanto eu tiver vontade, vou continuar fazendo o que amo. Se vou me aposentar ou não, não tem como dizer agora. Só o coração pode dizer", completou.

Conversa com Dana


Depois da derrota e mais calmo, Anderson refletia sobre parar ou continuar lutando para voltar a ser o número 1. O brasileiro diz que uma conversa com Dana White, presidente do UFC, foi fundamental para que ele aceitasse a revanche imediatamente.

"Na verdade ele falou: 'Cara, a casa é tua, você sabe que qualquer decisão que você tomar nós vamos aceitar. Mas você tem que continuar... Você tem que fazer isso... Você precisa'. Eu agradeci a ele e ao meu adversário por aceitar lutar pelo cinturão de novo. Depois que caiu a ficha, depois que eu saí da última luta, eu fui para o quarto e dei uma pensada: 'Pô, acho que agora é a hora de parar, acho que já deu'. Mas aí eu peguei o telefone e falei com o meu filho, e ele disse: 'Pai, faz o que tem que fazer e esquece o resto. Vê o que vai te fazer feliz e vai até o final'", concluiu.

Chris Weidman e Anderson Silva realizam no dia 28 de dezembro a última luta do UFC no ano. A revanche é considerada a maior luta da história da organização pelo presidente Dana White. O 'co-main event' será a grande revanche da luta pelo título do Strikeforce, em 2012, entre Ronda Rousey e Miesha Tate.

UFC 168

28 de dezembro
MGM Grand Garden Arena, em Las Vegas


Card principal

Chris Weidman x Anderson Silva
Ronda Rousey x Miesha Tate
Josh Barnett x Travis Browne
Jim Miller x Fabrício Camões
Dustin Poirier x Diego Brandão

Card preliminar

Chris Leben x Uriah Hall
Gleison Tibau x Michael Johnson
Dennis Siver x Manny Gamburyan
John Howard x Siyar Bahadurzada
William Patolino x Bobby Voelker
Robbie Peralta x Estevan Payan

Tags: weidman chris revanche cinturão 168 ufc aposentadoria silva anderson