RSS Twitter Contato

Minha Conta:

Esqueceu a senha?
  • (6) Comentários
  • Votação:

Último degrau

A dois jogos de voltar à Série B, Santa Cruz vai enfrentar o Betim no mata-mata

Jogo de ida acontece o próximo domingo, Em Minas Gerais

João de Andrade Neto - Esportes

Publicação:

14/10/2013 08:23

 

Atualização:

14/10/2013 08:35

Time coral perdeu para o Treze por 1 a 0 longe do Arruda (ANTONIO RONALDO/FUTURA PRESS)
Time coral perdeu para o Treze por 1 a 0 longe do Arruda
Já são seis anos amargando as camadas inferiores do futebol brasileiro. Três anos na Série D e mais três na Série C. Divisões que não combinam com o Santa Cruz. Nem alguns dos adversários que o tricolor teve que enfrentar nesse período. Com todo o respeito, times como Coruripe, Potiguar, Cuiabá, Rio Branco e Águia de Marabá pertencem a essas séries. O Santa não. Ontem, os corais conheceram o último obstáculo para voltar à Série B e ter um pouco de dignidade.

Classificado em primeiro lugar da sua chave, apesar da derrota por 1 a 0 para o Treze, no Estádio Presidente Vargas, em Campina Grande, o Tricolor enfrentará o Betim, equipe mineira que tem seis anos de existência, herdeira esportiva do Ipatinga desde o ano passado e que vem atuando na Arena do Calçado, na cidade de Nova Serrana, onde tem média de 176 torcedores por jogo. Talvez um time que resuma esses anos no inferno. E que force o tricolor a lembrar que o seu lugar não é na 3ª divisão.

O jogo de ida do mata-mata acontece no próximo domingo, em Minas Gerais. A volta está marcada para o outro fim de semana, no dia 27. Sem dúvida, a partida mais importante do Santa Cruz não só neste ano, mas das últimas seis temporadas. Porém, apesar das diferenças que separam o time pernambucano do Betim, o técnico Vica procurou manter os pés no chão. Para ele, não há favoritismo no confronto.

“Não tem favorito. Todo mundo chegou com merecimento. Não adianta de nada terminar a primeira fase na liderança e ser eliminado no mata-mata. Temos que fazer dois jogos equilibrados. Não dá para fazer um jogo ruim fora e outro bom no Arruda”, lembrou o treinador.

E o jogo contra o Treze serviu para os tricolores ficarem alertas quanto a alguns erros, que em um mata-mata podem ser fatais. Ontem, o Santa fez uma partida equilibrada, foi melhor durante a maior parte, mas pecou ao não matar o duelo nas chances que criou, principalmente no segundo tempo, quando teve os contra-ataques à disposição. Acabou punido ao sofrer o gol aos 44 minutos do segundo tempo, marcado por Giancarlos, de cabeça.

Reviravolta
O curioso é que o gol do Treze, além de classificar a equipe paraibana, chegou a derrubar o Santa para a 2ª colocação do grupo A. Com isso, o adversário no mata-mata seria o Caxias-RS, clube com bem mais tradição que o Betim. Mas o gol de empate do Sampaio Corrêa contra o Fortaleza, no Castelão, aos 47 minutos da etapa final, garantiu os maranhenses na 2ª fase, eliminou os cearenses e devolveu a liderança aos corais.

Outros jogos

Jogos de ida: Domingo
Jogos de volta: Dia 27/10

Caxias x Luverdense


Apesar de passar toda a 1ª fase dentro do G4, a equipe gaúcha perdeu a vantagem de fazer o jogo de volta em casa ao cair para o 3º lugar. Dos oito times da 2º fase é o que tem o pior ataque (17 gols). O Luverdense chega pelo segundo ano consecutivo ao mata-mata. Quem avançar enfrenta Santa ou Betim, nas semis.

Sampaio Corrêa x Macaé

Campeão da Série D, o Sampaio liderou o Grupo A por seis rodadas consecutivas, mas caiu de produção nas rodadas finais. O Macaé surpreendeu como líder do Grupo B. Marcou 27 gols em 18 jogos.


Treze x Vila Nova



O Treze frequentou a zona de rebaixamento em 10 rodadas, mas cresceu na reta final tendo como ponto forte o Estádio Presidente Vargas, onde acumula sete vitórias consecutivas. Já o Vila Nova evoluiu após a chegada do meia Romerito, de 38 anos, ex-ídolo do Sport.

*Os confrontos seguem os critérios da Copa do Brasil. Ou seja, com o gol marcado fora de casa sendo usado como critério de desempate.

Ficha
1 x 0

Treze
Éder; Húdson (Rafael Chorão), Pitty, Negretti e Júnior Barbosa; Sapé, Anderson Paim (Giancarlos), Rodrigo Celeste e Cristian (Téssio); Lê e Túlio Renan. Técnico: Luciano Silva.

Santa Cruz
Tiago Cardoso; Oziel (Nininho), Leandro Souza, Vágner e Tiago Costa; Everton Heleno (Panda), Sandro Manoel, Dedé e Renatinho (Leozinho); Dênis Marques e Caça Rato. Técnico: Vica.

Local: Estádio Presidente Vargas, em Campina Grande (PB). Árbitro: Jean Pierre de Souza (RS). Assistentes: Wendel de Paiva Gouveia e Francisco Pereira de Sousa (ambos do RJ). Gol: Giancarlos. Cartões amarelos: Negretti, Pitty, Júnior Barbosa, Sapé, Giancarlos, Túlio Renan (T), Vágner (S).

Comentar notícia

Verificando informações

Esta matéria tem:

(6) comentário(s)

Autor:

Arthur Torres


essa é a hora de ter os pés no chão, serem humildes e trabalhar muito. Vamos tricolor, vamos ser campeão
Autor:

luciano silva


ta pensando que o betim e um pato morto, nada mas e que o ipatinga, se não jogar bola adeus serie b!
Autor:

Diogo D


Saudações Corais!!! Nós Merecemos. Nossa Geração Conquistou o Tri depois de amargos anos em serie C e D. Agora Guerreiros vamos buscar esse Acesso e com toda humildade possível dar alegria aos Guerreiros das Arquibancadas!!! CHEGOU A HORA! #vamoSanta.. ÔÔôôÔÔ.. VAI PRA CIMA DELE TRICOLOR...
Autor:

Dodo Lima


O SANTA teve chances de vencer o Treze-PB, mas não o fez.....tudo bem já estava classificado....agora é diferente...vacilo como aquele de ontem não vai ser admissível....chegou a hora de lutar até vencer...estamos a cento e oitenta minutos da série B...agora é vencer e vencer as duas partidas....
Autor:

Dodo Lima


O SANTA teve chances de vencer o Treze-PB, mas não o fez.....tudo bem já estava classificado....agora é diferente...vacilo como aquele de ontem não vai ser admissível....chegou a hora de lutar até vencer...estamos a cento e oitenta minutos da série B...agora é vencer e vencer as duas partidas....
Autor:

paulo rocha


Lembrem-se que no ano passado o Fortaleza e a Luverdense estavam no mata-mata e deu no que deu. Não é o número de torcedores que determina se o time é bom ou ruim, é seu trabalho, sua disciplina no campo. Quem morre de véspera é peru. Cuidado com o Betim e o salto alto.

Blogs e Colunas