Você está em MG

Provocações

Rubro-negros ouvindo mais e falando menos

Atletas do Sport se mostraram blindados contra polêmicas alvirrubras

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

postado em 27/04/2012 19:09

Rodolfo Bourbon /Diario de Pernambuco

Souza definiu Rivaldo como maldoso, após receber duas faltas duras do mesmo atleta %u2013 a primeira afastou o alvirrubro por quase um mês. Rodrigo Tiuí classificou a defesa rubro-negra como lenta - depois, contudo, pediu desculpa e disse ter tropeçado em palavras. Mas, ao menos durante as entrevistas, os jogadores do Sport se mostraram blindados contra as provocações. O assunto foi repercutido em praticamente todas as coletivas. E os atletas leoninos reagiram sempre com tranquilidade. "Tem que deixar de lado. Não adianta ficar entrando em provocação. Deixa eles falando", declarou o meia Marquinhos Paraná. O experiente zagueiro Edcarlos externou raciocínio semelhante. "Vamos continuar da mesma forma. Ouvindo mais e falando menos. Não mexe com a gente. Aliás, até nos estimula mais. Se a crítica é construtiva, faz a gente buscar a melhoria. Mas, se der ouvido a tudo o que o adversário falar de negativo, vai nos prejudicar mais", afirmou. Edcarlos torce para que os jogadores de ambos os times não levem a campo qualquer clima de desavença. "Espero que possamos fazer um jogo bonito, limpo, sem violência. O que a gente faz dentro de campo passa para fora. Queremos que o torcedor venha, aprecie o jogo e volte pra casa tranquilo. Que as equipes briguem na bola. E que vença o melhor", bradou.