Você está em MG

Ilha do Retiro

Após primeiro tempo ruim, Sport se recupera e bate Vitória da Conquista

Gols de Marcos Aurelio e Erico Junior garantiram a classificação do Leão da Ilha na Copa do Brasil. Próximo adversário na competição é o ABC de Natal

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

postado em 17/04/2013 23:52 / atualizado em 18/04/2013 00:46

Brenno Costa /Diario de Pernambuco

Paulo Paiva/DP/D. A. Press
A contagem de jogos sem perder subiu para 12. Retrospecto de respeito, mas longe de maquiar os defeitos. Diante do Vitória da Conquista, o Sport voltou a apresentar falhas na transição de jogo e na marcação na entrada da área - principalmente no primeiro tempo. Erros que precisam ser corrigidos para que o time possa avançar sem sustos à final do Campeonato Pernambucano.  De qualquer maneira, o placar de 2 a 0, com gols de Marcos Aurélio e Erico Junior, levou o time de Sérgio Guedes a uma classificação tranquila na Copa do Brasil. Até porque, na etapa final, o jogo ficou mais aberto e o Sport cresceu. Na próxima fase, o novo adversário já está definido. Sera á o ABC de Natal.

Não fosse mais um pênalti salvador convertido por Marcos Aurélio, o primeiro tempo serviria para o Sport apenas como uma lição do que não deve ser feito. A equipe rubro-negra voltou a apresentar defeitos que podem custar caro na sequência de decisões. Primeiro, a fragilidade na saída de bola. Diante do Bode, Sérgio Guedes voltou a apostar em um time três homens mais à frente e dois volantes. O resultado foram chutões desencontrados ao ataque e pouca posse de bola. Os laterais também não conseguiam render. Os leoninos voltavam a jogar mal.

Paulo Paiva/DP/D. A. Press
Aliado ao desajuste ofensivo, a equipe rubro-negra continuou cedendo um perigoso espaço na entrada da área. Além de pouco auxiliar na saída de jogo, Tobi e Fábio Bahia apenas cercavam. Evitavam roubar a bola. Assim, o Vitória da Conquista chegou a ser melhor do que o Sport em boa parte da etapa inicial. Conseguiu duas boas chances com Raul e Mica, que, no final, saiu de cena. Ele foi o autor do pênalti infantil. Marcos Aurélio chutou e, quando a bola estava entrando, colocou a mão. Pênalti marcado. Cartão vermelho recebido. E mais um gol salvador no apagar das luzes.

Sem muito a perder, o Vitória da Conquista voltou para a segunda etapa mais aberto. O jogo, então, ficou melhor para o Sport. A equipe leonina foi mais incisiva. Se impôs. As chances de ampliar começaram a se multiplicar. Cicinho colocou uma bola no travessão. Lucas Lima teve um gol mal anulado. O Leão da Ilha se tornou claramente superior.

Com a classificação assegurada, Sérgio Guedes ainda fez experimentos na equipe. Tirou Mateus Lima e colocou Felipe Menezes como centroavante. Deu certo. O atleta conseguiu dar mobilidade ao setor ofensivo e criou o segundo gol da equipe. Fez a jogada pela direita e chutou cruzado. Erico Junior só fez escorar e partiu para a comemoração do primeiro gol como profissional. Claramente superior na etap final, o Sport conseguiu também pôr fim aos fantasmas que rondavam a Ilha do Retiro na competição após eliminações vexatórias para Sampaio Corrêa e Paysandu nos últimos dois anos.

Sport 2
Magrão; Cicinho, Gabriel, Maurício e Reinaldo; Tobi, Fábio Bahia e Lucas Lima; Marcos Aurélio (Gilsinho), Mateus Lima (Erico Junior) e Felipe Azevedo (Felipe Menezes). Técnico: Sérgio Guedes

Vitória da Conquista 0
Alex; Mica, Sílvio, Heverton e Raul; Edmar, Junior Gaúcho, A. Azevedo e Tiaguinho (Ila); Carlos Alberto (Roni) e Cacá (Dunga). Técnico: Ubirajara Veiga

Local: estádio da Ilha do Retiro
Árbitro: Dewson Freitas da Silva (PA)
Assistentes: Márcio Gleidson Correia Dias (PA) e Esdras Mariano de Lima (AL)
Gols: Marcos Aurélio (aos 45min do 1ºT); Erico Junior (aos 35min do 2ºT)
Cartões Amarelos: Lucas Lima (S); Edmar, Heverton (V)
Cartão Vermelho: Mica (V)
Público: 3.212
Renda:  R$ 24.185,00