Você está em MG

Decisão

Sport inicia busca pelo tri da Copa do Nordeste, na Ilha do Retiro, contra o Ceará

Último título do Leão na competição foi há 14 anos. Nesta quarta-feira, equipe tenta sair em vantagem na primeira partida da decisão, com o apoio da torcida

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

postado em 02/04/2014 08:08 / atualizado em 02/04/2014 09:13

Daniel Leal /Diario de Pernambuco

Há cerca de dois meses seria inimaginável pensar no Sport finalista da Copa do Nordeste. Da derrota para o Guarany de Sobral, na antepenúltima rodada da primeira fase (com direito ao então técnico Geninho jogar a tolha) à decisão das 22h desta quarta-feira, contra o Ceará, uma mutação tomou o time. O Leão deu a volta por cima. Surpreendeu a todos, à torcida e aos próprios atletas. Uma reviravolta promovida, sobretudo, pela “chegada” do técnico Eduardo Baptista: esquema tático definido, escalação na ponta da língua. Revolução que trouxe de volta a autoestima ao Rubro-negro. Que deverá fazer da Ilha do Retiro novamente um caldeirão. Time e torcida transformados em um só, como há seis anos, na final da Copa do Brasil.

Será o primeiro encontro de dois jogos decisivos, que culminará com o campeão daqui a uma semana, no jogo da volta, em Fortaleza. Um ponto chave para Baptista será o primeiro jogo. Na força da Ilha do Retiro para conseguir uma vantagem. “Temos que fazer diferença aqui para irmos fortalecidos para lá. A torcida será a grande arma e vai nos empurrar a gente e dar força”, pontuou.

Na primeira decisão da curta carreira de apenas um mês e meio como treinador, Baptista já tem sabe que é principalmente, mas não é “somente” pelo título da Copa do Nordeste que o Sport irá duelar contra o Ceará. Voltar a ser campeão (tricampeão!) do regional após 14 anos significa para o Leão a concretização do começo de uma temporada promissora. Com consequências incalculáveis: da definitiva estabilidade do técnico Eduardo Baptista à classificação à Copa Sul-Americana pelo segundo ano consecutivo. Perder não está nos planos do treinador. Para tanto, Baptista, em busca do primeiro título da sua carreira, adotou uma estratégia diferente da usual: o mistério. Nem uma pista sequer sobre possíveis mudanças no time.

Secreto
O treinador realizou um treino secreto no CT do Leão ontem. Questionado sobre o time, a resposta foi repetido. “Vocês vão guardar. Tem uma ‘coisinha’, não é nada demais. Quem acompanha o Sport no dia a dia, sabe o que podemos ter. Sabe do jeito que a gente joga. É só um detalhe”, afirmou. Para a partida, o Sport não poderá contar com o atacante Felipe Azevedo, suspenso. É justamente para essa vaga que persiste o mistério: Danilo e Rithely são as principais opções. Em contrapartida, recuperado de lesão, Ananias retorna à equipe.