Você está em MG

Aflitos

Apesar da derrota, Waldemar defende o elenco e diminui perda da invencibilidade

"Perseverar". Foi uma das palavras mais repetidas por Waldemar Lemos na coletiva após a derrota para o Salgueiro. Treinador pediu calma, apesar do momento conturbado

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

postado em 28/03/2012 22:49 / atualizado em 29/03/2012 09:01

Alexandre Barbosa /Diario de Pernambuco

Ricardo Fernandes/DP/D.A Press
Já está ficando repetitivo, mas o técnico Waldemar Lemos não abre mão do discurso conformista, após mais uma derrota fruto de uma apresentação ruim do Náutico. Apesar da visível carência no elenco, ele insiste em sair em defesa do grupo. Caiu no paradoxo de admitir a ineficiência na finalização, mas não criticar o setor de ataque. Há três jogos o Timbu não marca gols. "Infelizmente, hoje não aconteceu. Os gols não vêm acontecendo, mas a gente continua acreditando", justificou.

"Perseverar". Foi uma das palavras mais repetida por Waldemar Lemos na coletiva após a derrota para o Salgueiro. Ele também pediu calma, mesmo diante de um momento delicado: o Náutico não vence há quatro rodadas e tem como próximo desafio o clássico com o Santa Cruz fora de casa. "A gente precisa ter calma, porque essas coisas acontecem. Vou fazer tudo como sempre foif eito. Amanhã (quinta) vou conversar com o grupo e individualmente e trabalhar direcionado para o jogo de domingo", disse.

A perda da invencibilidade também não abalou o treinador, que também tinha a marca de ter perdido apenas uma vez nos Aflitos - numa partida da Copa do Brasil de 2009, para o Internacional. "Isso teria que acontecer um dia e aconteceu hoje (quarta-feira). Agora não vamos perder a paciência. Temos que continuar trabalhando no que a gente acha que é certo", analisou Waldemar.