Cruzeiro

CRUZEIRO

Presidente do Fortaleza explica 'não' de Rogério Ceni ao Atlético e 'sim' ao Cruzeiro meses depois

Treinador chega a Belo Horizonte nesta terça para assumir equipe celeste

postado em 12/08/2019 13:24 / atualizado em 12/08/2019 15:57

<i>(Foto: Mauro Pimentel/AFP)</i>
chegada de Rogério Ceni ao futebol mineiro poderia ter ocorrido alguns meses atrás. Antes de fechar com o Cruzeiro, o treinador foi procurado pelo Atlético, mas optou por permanecer na capital cearense. Marcelo Paz, presidente do Fortaleza, analisou a escolha de Ceni e as razões pelas quais o técnico optou por não deixar o Leão do Pici naquele momento, e sim agora. 



“Vai ser uma análise minha e do pouco que conversei com Rogério. Naquele momento do convite do Atlético para o Rogério, estávamos em meio às finais do Campeonato Cearense. O convite ocorreu antes do primeiro jogo da final e transcorreu a semana entre o primeiro e o segundo jogo. O Rogério jamais iria deixar o clube naquele no meio de uma final de competição, na iminência de conquistar um título, na iminência de ser campeão. Título que ele não tinha conquistado ano passado, quando a gente perdeu para o Ceará as finais. Acho que esse fator foi preponderante para a permanência dele naquele momento. Estávamos também disputando a Copa do Nordeste, com reais condições de sermos campeões”, disse o presidente do Fortaleza em entrevista à ESPN Brasil

Marcelo Paz demonstrou ter consciência de que, cedo ou tarde, perderia seu treinador para outro clube. Resignado, ele revelou ter ciência das pretensões de Rogério de vislumbrar maior projeção na carreira.

Naquele momento, o Rogério priorizou o lado esportivo e a possibilidade de títulos. Agora ele entendeu que era o momento, que seria, de repente, mais confortável para ele essa mudança, com um terço, praticamente da Série A. Ele quer dar esse vôo profissional. Ele quer ir para um clube que tem, de fato, e a gente reconhece, uma projeção, no momento, maior. Uma estrutura física, também, hoje ainda melhor do que a nossa e cabe à gente aceitar. Não tem que lamentar”, afirmou Marcelo Paz.

Ambiente

Marcelo Paz convive com Rogério Ceni desde o final de 2017, quando o treinador assumiu o comando do Fortaleza. De acordo com o presidente tricolor, o ex-goleiro precisará de um bom ambientelivre de interferências externas, para desenvolver seu trabalho.

“O Rogério é um profissional muito focado, que gosta das coisas muito certas, muito ajustadas e ele precisa desse tipo de ambiente. Um ambiente voltado para dar um suporte a ele, aos jogadores, que não tenha interferências externas, que o futebol consiga ser blindado de interferências externas, para que ele possa trabalhar. Ele não aceita interferências no trabalho - ele está certo com relação a isso - ele protege o grupo de jogadores, valoriza as pessoas que estão perto para trabalharem juntos. Esse ambiente é fundamental.”, disse o mandatário do Leão.

O clima no Cruzeiro passou a ser turbulento em maio deste ano, em função das denúncias de irregularidades e crimes supostamente praticados por seus dirigentes, que passaram a ser alvo de investigações das Polícias Civil e Federal e do Ministério Público. Desportivamente, a Raposa também vive um momento de crise. O time foi eliminado pelo River Plate nas oitavas de final da Copa Libertadores, está na zona de rebaixamento do Campeonato Brasileiro (17ª colocação, com 11 pontos) e perdeu em casa na primeira partida da semifinal da Copa do Brasil, para o Internacional, por 1 a 0.

Entretanto, o presidente do Fortaleza ressaltou a grandeza do Cruzeiro e preferiu não avaliar o possível ambiente conturbado que Rogério Ceni encontrará na Toca da Raposa.

“Se ele vai encontrar isso no Cruzeiro, não cabe a mim essa avaliação. O Cruzeiro é uma grande instituição, um time duas vezes campeão da Libertadores, campeão brasileiro. Estivemos lá quando a gente jogou contra o Atlético, treinamos lá no Cruzeiro e fomos muito bem recebidos na Toca da Raposa II. Apesar de perder o Ceni, não queríamos que ele saísse, desejamos sucesso ao Cruzeiro, sucesso a ele, mas ele precisa encontrar um ambiente favorável para que ele possa desenvolver o trabalho que ele sabe fazer muito bem”, opinou Marcelo Paz.


Tags: Rogério Ceni Cruzeiro seriea futnacional mercadobola ceni atleticomg