Basquete

ELIMINATÓRIAS

Brasil é massacrado pelo Canadá e adia classificação para o Mundial de Basquete

Em São Paulo, Seleção Brasileira foi atropelada pelo Canadá por 94 a 67

postado em 03/12/2018 21:57 / atualizado em 04/12/2018 13:28

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Divulgação/FIBA
A Seleção Brasileira masculina de basquete não alcançou o objetivo traçado pelo técnico Aleksandar Petrovic para os dois jogos em São Paulo pelas Eliminatórias das Américas. Após superar a República Dominicana na sexta-feira, o Brasil teve uma atuação apática nesta segunda-feira, foi atropelado pelo Canadá por 94 a 67, no ginásio Wlamir Marques, e adiou sua classificação para o Mundial da China, em 2019.

Agora, os brasileiros terão de vencer um dos dois jogos que ocorrerão apenas em fevereiro de 2019 para se garantirem no torneio. O Brasil enfrenta Ilhas Virgens, no dia 21, e novamente a República Dominicana, dia 24, ambos fora de casa. Quatro seleções já estão classificadas pelas Eliminatórias das Américas: Canadá, Estados Unidos, Argentina e Venezuela.

O canadense KyleWiltjer foi o cestinha da partida com 25 pontos - foram ainda sete rebotes. Pelo lado brasileiro, o maior pontuador foi Marquinhos, com 17. Benite anotou 16.

Petrovic apostou no mesmo quinteto titular de sexta-feira para iniciar o jogo com o Canadá. Leandrinho e Marquinhos, mais uma vez, começaram no banco. Apesar da boa rotação no ataque, o Brasil falhava nos arremessos. Foram três erros em bolas de três em sequência, e os canadenses abrirem uma vantagem de 7 a 2. A seleção decidiu optar então pelo jogo interno e virou o placar para 12 a 9, com um arremesso de Varejão, debaixo do aro.

Diferentemente do que aconteceu na vitória diante da República Dominicana, o treinador não esperou muito para mexer na equipe. Apenas Benite ficou em quadra, com Marquinhos, Rafa Luz, Lucas Dias e Rafael Mineiro formando o novo quinteto. E foi o único titular que anotou duas bolas de três para manter o Brasil na frente no final do primeiro quarto: 20 a 18.

Leandrinho entrou no lugar de Benite nos segundos finais da primeira parcial e iniciou como titular no segundo período. O efeito foi o oposto de sexta-feira. Em dois minutos, o Canadá viu o Brasil cometer diversos erros ofensivos, principalmente pela insistência de Lucas Dias nas bolas de três, e virou o placar para 26 a 20.

Petrovic rapidamente pediu tempo e recolocou Benite, Augusto Lima e Scott Machado em quadra. Não deu certo. O Brasil continuava errando muito no ataque. Os canadenses estavam com a mão calibrada e abriram 19 a 2 na parcial e uma vantagem de 15 pontos: 37 a 22.

Após novo pedido de tempo, a Seleção Brasileira, enfim acordou, liderada por Scott Machado. O armador acelerou o jogo e abusou das infiltrações. Foram oito pontos na sequência para o Brasil. Varejão também foi importante na reação com um bola de fora e uma bandeja após rebote ofensivo. Apesar da recuperação, o Canadá parou de errar e foi para o intervalo com 11 pontos de frente (45 a 34).

A diferença no placar era facilmente explicada pelos números. O Brasil acertou apenas 39,29% dos arremessos de quadra (11/28), sendo 16,67% da linha dos três (2/12). O Canadá, com boa atuação de KyleWiltjer - cestinha com 16 pontos -, registrou aproveitamento de 45,95% (17/37) nos de quadra, com 33,33% (5/15) dos três.

O Brasil voltou para o terceiro quarto cometendo erros bobos no ataque e permitindo arremessos fáceis para o Canadá. A diferença subiu para 14 pontos em uma cesta de Phil Scrubb. Petrovic reconduziu Leandrinho e Marquinhos em mais uma tentativa de mudar o cenário. O armador, maior pontuador na sexta, enfim, anotou os seus primeiros pontos em uma bola três.

Mas era difícil conter o ataque canadense. A defesa brasileira permitia muitos arremessos sem marcação. A terceira parcial terminou com 31 a 18 para o Canadá, que foi para o último quarto com uma confortável vantagem de 24 pontos: 76 a 52.

O cenário não mudou muito nos últimos dez minutos. O Brasil continuou em um jornada ofensiva muito ruim (acertou apenas 31,6% dos arremessos de quadra) e uma defensiva ainda pior. No fim, vitória do Canadá por 94 a 67.

Tags: selecao brasileira basquete eliminatorias