Tênis

RANKING

Temporada termina com Rafael Nadal com mais títulos e Novak Djokovic de volta ao topo

Sérvio voltou de contusão e reassumiu o primeiro colocado do ranking da ATP

postado em 20/11/2018 14:11 / atualizado em 20/11/2018 14:19

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Glyn KIRK / AFP
A temporada do tênis profissional acabou e o ano de 2018 terminou sem novidades no top 3 mundial, com os três maiores nomes do esporte dos últimos anos no topo: Novak Djovic, Rafael Nadal e Roger Federer. Em uma temporada com Djoko voltando de lesão, Nadal terminando antes por cirurgia e Nadal selecionando os torneios que disputa, o sérvio se deu melhor nos Grand Slams e no retorno ao topo do ranking, enquanto o espanhol foi o que mais levantou taças.

Com quatro títulos, Djoko, Federer e também o jovem Alexander Zverev ficam logo atrás do canhoto, que conquistou cinco, sendo a maioria no período do saibro europeu. Foram quatro das cinco no piso favorito de Nadal, no Masters 1000 de Monte Carlo, no ATP 500 de Barcelona, Masters 1000 de Roma e Roland Garros. Fechando com Masters 1000 de Toronto.

O número 1 do mundo, demorou para engatar as vitórias, ganhando o primeiro apenas em julho, em Wimbledon, para depois levar o ATP 1000 de Cincinnati, o US Open e terminar com o ATP 1000 de Shangai. Enquanto Federer levou o primeiro Grand Slam do ano, na Austrália, o ATP 500 de Rotterdam, o ATP 250 de Sttutgart e o ATP 500 de Basel.

Com Zverev aparecendo como principal nome da nova geração, o alemão levou o último título do ano e igualou a marca dos dois. O primeiro do ano foi o ATP 250 de Munique, seguido do ATP 1000 de Madrid e do ATP 500 de Washington.

No peso dos torneios, ainda que com um a menos que o espanhol, Djokovic foi o que levou mais Grand Slams e que ao longo da temporada ganhou mais pontos no ranking, voltando a liderar e a apresentar um tênis de altíssimo nível.