BOLÍVIA

Marcelo Moreno anuncia nesta terça que não jogará com atual técnico da Seleção Boliviana

Atleta disse que Julio César Baldivieso teria "ferido a honra" dos atletas

postado em 15/09/2015 16:25

AFP PHOTO / JUAN
Principal nome da seleção boliviana, o atacante Marcelo Moreno anunciou nesta terça-feira, por meio de um comunicado, que não defenderá mais a Bolívia enquanto o time for treinado por Julio César Baldivieso. "Sinto que com esse profissional eu não posso trabalhar", escreveu o ex-gremista, em nota reproduzida pelo site do jornal La Razón, de La Paz.

"O momento com o atual treinador é crítico. Não estou de acordo com a postura que ele está mantendo conosco. Fez várias declarações infelizes desde nossa última partida e creio que feriu a honra daqueles que sempre tiveram amor pela camisa da Bolívia e que servem à seleção com dedicação e otimismo", escreveu Moreno. De acordo com o La Razón, o texto foi publicado no perfil do atacante no Twitter, mas depois retirado.

Baldivieso estreou no comando da Bolívia comandando um time num amistoso contra a Argentina, no último dia 4. A equipe perdeu de 7 a 0 e o treinador fez críticas desproporcionais ao elenco, colocando em xeque o caráter dos atletas. Até o fato de eles terem trocado de camisa com os rivais foi criticado.

Uma semana depois da partida, o capitão da Seleção Boliviana, Ronald Raldes, anunciou que estava se aposentando da equipe. Baldivieso dissera que seu jogador havia "perdido o brilho" de jogar. A expectativa era de que Moreno assumisse a braçadeira de capitão.

O atacante é filho de pai brasileiro e fez carreira defendendo clubes brasileiros, tendo jogador por Cruzeiro, Flamengo e Grêmio. Atualmente ele está no Changchung Yatai, da China.

Tags: cruzeiroec bolivia futinternacional baldivieso marcelo moreno