FUTEBOL INTERNACIONAL

Há um mês, França era campeã da Copa do Mundo; veja o que mudou nos personagens da final

Franceses ergueram a taça após vencerem a Croácia por 4 a 2, na Rússia

postado em 15/08/2018 10:00 / atualizado em 15/08/2018 10:02

FRANCK FIFE / AFP
Dia 15 de julho deste ano, exatamente há um mês, a França derrotava a Croácia no Estádio Lujnik, em Moscou, e vencia a Copa do Mundo pela segunda vez. O placar de 4 a 2 foi construído com gols de Griezmann, Pogba, Mandzukic (contra) e Mbappé, em favor dos franceses, e Perisic e Mandzukic para os croatas.

De lá para cá, algumas coisas mudaram. Na defesa francesa, Pavard teve seu gol contra a Argentina considerado como o mais bonito do Mundial e, após a disputa, foi fortemente rumorado como reforço do Bayern de Munique. Entretanto, a negociação não se concretizou e o atleta permanece como membro do Stuttgart, também do futebol alemão.

Companheiro do lateral na zaga, Varane conquistou lugar na seleção do campeonato, "fazendo parceria" com Godín e Thiago Silva. As boas atuações do francês na Copa garantiram-lhe um espaço entre os 10 concorrentes finais ao prêmio de melhor jogador do mundo na temporada.

Mais à frente, Pogba voltou ao Manchester United e já teve que lidar com a personalidade do treinador português José Mourinho, que fez críticas ao desempenho do francês no clube inglês. A relação conturbada entre os dois abriu brecha para que rumores cercando o destino do camisa 6 aparecessem, com o Barcelona surgindo como potencial comprador do passe do meia.

Mbappé, por outro lado, retornou ao PSG com status de principal destaque, superando até mesmo o brasileiro Neymar, cuja imagem foi muito desgastada durante a disputa do Mundial na Rússia. A jovem estrela também conquistou espaço na seleção da Copa.

AFP
Pelo lado da Croácia, Mandzukic, autor do segundo gol do país na decisão, anunciou nesta última terça-feira sua aposentadoria da seleção, que perdeu um de seus principais atacantes na década.

Quem também mudou de ares, mas em outro sentido, foi o meia Kovacic. Ex-Real Madrid, o jogador, que não entrou em campo na disputa da final, manifestou seu desejo de se transferir do clube merengue e acertou empréstimo com o Chelsea, da Inglaterra.

Já Modric, principal nome da Croácia e vencedor do prêmio de melhor jogador da Copa, retornou ao Real Madrid cheio de dúvidas quanto ao seu futuro. A Inter de Milão surgiu, logo após o Mundial, como principal interessada em contar com o camisa 10, que não vê a transferência com maus olhos.

Quanto ao Brasil, o impacto do revés para a Bélgica nas quartas de final, por 2 a 1, será conhecido de maneira mais profunda nesta sexta-feira, quando o técnico Tite fará sua primeira convocação após o final da Copa do Mundo.

A tendência é que o comandante brasileiro dê espaço aos jovens atletas que vêm se destacando em território nacional e estrangeiro. Nomes como Pedro (atacante do Fluminense), Rodrigo Dourado (meia do Internacional), Arthur (meia do Barcelona), Vinícius Júnior (ponta do Real Madrid), Malcom (ponta do Barcelona), entre outros, podem ter um espaço entre os convocados do treinador gaúcho.

FICHA TÉCNICA

FRANÇA 4 x 2 CROÁCIA

Local: Estádio Luzhnikí, em Moscou (Rússia)

Data: 15 de julho de 2018, domingo

Horário: 12 horas (de Brasília)

Árbitro: Néstor Pitana (Argentina)

Assistentes: Hernán Maidana e Juan Belatti (ambos da Argentina)

Cartões amarelos: Kanté e Hernández (França); Versaljko (Croácia)

Gols: FRANÇA: Mandzukic (contra), aos 17, e Griezmann, aos 37 minutos do primeiro tempo; Pogba, aos 13, e Mbappé, aos 19 minutos do segundo tempo; CROÁCIA: Perisic, aos 27 minutos do primeiro tempo, e Mandzukic, aos 23 minutos do segundo tempo

FRANÇA: Lloris; Pavard, Varane, Umtiti e Hernández; Kanté (N’Zonzi), Pogba, Mbappé, Griezmann e Matuidi (Tolisso); Giroud (Fekir)

Técnico: Didier Deschamps

CROÁCIA: Subasic; Versaljko, Lovren, Vida e Strinic (Pjaca); Brozovic, Rakitic, Rebic (Kramaric), Modric e Perisic; Mandzukic

Técnico: Zlatko Dalic

Tags: Copa do Mundo Rússia 2018 seleção brasileira brasil criacia frança futinternacional copa2018 selefut futebol