Copa América

COPA AMÉRICA

Em BH para Copa América, Equador conta com dicas de segurança e clima de zagueiro do São Paulo

No Brasil desde 2017, Arboleda falou sobre o país e comentou possibilidade de deixar o clube paulista

postado em 11/06/2019 14:45 / atualizado em 11/06/2019 15:10

<i>(Foto: Gladyston Rodrigues/EM D.A Press)</i>
Único jogador da Seleção Equatoriana que atua no Brasil, o zagueiro Arboleda tem sido uma espécie de “consultor” durante a preparação para a Copa América. O defensor de 27 anos, atleta do São Paulo desde junho de 2017, tem agido nos bastidores para facilitar a adaptação dos companheiros ao país.

“Falo com eles sobre tomar precaução. O tipo de segurança, coisas assim. Os climas, que cidade é calor, que cidade é quente, que cidade é fria. Em pouco tempo, acho que a gente vai ter uma boa preparação, uma boa adaptação, e, assim, uma boa Copa América”, disse Arboleda na chegada da delegação equatoriana a um hotel na Região Centro-Sul de Belo Horizonte, no fim da manhã desta terça-feira.

A capital mineira receberá dois jogos do Equador no Grupo C da Copa América. A equipe comandada pelo técnico colombiano Hernán Gómez joga no Mineirão contra Uruguai, pela primeira rodada, e Japão, pela terceira:

16/6 (domingo) - 19h - Uruguai x Equador

24/6 (segunda-feira) - 20h - Equador x Japão

De saída?

Os dias de Arboleda no futebol brasileiro, porém, podem estar no fim. Destaque do São Paulo, o defensor ainda não sabe se continuará no clube paulista. “Ainda não sei (se seguirá no São Paulo), isso já não depende de mim. Mas minha cabeça agora está na seleção e no São Paulo. Respeito muito o meu clube, pois me abriu as portas e estou muito contente de pertencer ao São Paulo”, disse.


Polêmica

Em meio à preparação para a Copa América, Arboleda foi personagem central de uma polêmica que envolveu Seleção Equatoriana e São Paulo. Fisioterapeuta da ‘Tri’, Tony Ocampo criticou a equipe médica do clube brasileiro no tratamento de uma lesão sofrida pelo zagueiro.

“Fazem aquisições milionárias de jogadores importantes e, quando o jogador se lesiona, pouco se preocupam com o jogador. Se não comentarmos, dirão que não fazemos bem nosso trabalho. Não estou acusando ninguém, mas me surpreende que um jogador tão importante quanto Robert Arboleda não tenha tido uma boa atenção em um clube tão grande e tão importante quanto o que joga”, disse, em entrevista à Rádio "CRE Satelital", do Equador.

A declaração causou “saia-justa” entre São Paulo e Seleção Equatoriana. Tony Ocampo, então, pediu desculpas. Questionado sobre o tema, Arboleda colocou panos quentes. “Para mim, são boas pessoas e são muito profissionais. Tive uma pequena dor no treino, mas isso não quer dizer que os caras do São Paulo são ruins como todo mundo fala. Acho que é problema meu mesmo. Forcei muito. A gente estava voltando e senti um pouco de dor. Mas estou bem, graças a Deus”, finalizou.

Tags: copaamerica futinternacional saopaulosp arboleda