América

AMÉRICA

Lisca destaca força do grupo para superar desfalques no América

Técnico elogiou performance do time mesmo com ausências

postado em 17/10/2020 00:15

(Foto: Estevão Germano/América)

vitória do América sobre o Botafogo-SP, por 2 a 1, nesta sexta-feira, em Ribeirão Preto, deixou o técnico Lisca satisfeito não só pela manutenção na briga pelas primeiras posições da Série B do Brasileiro. O treinador considera que o grupo mostrou força para suportar desfalques de jogadores importantes e buscar mais um resultado positivo fora de casa. 

Além do zagueiro Eduado Bauermann, que passou por artroscopia no joelho esquerdo, Lisca perdeu o volante Juninho, o atacante Rodolfo e o armador Alê, todos lesionados. Mesmo com dificuldade, o América venceu a quinta partida como visitante nesta Série B, o que deixou o treinador orgulhoso pela forma como os jogadores atuaram em meio aos problemas para armar a equipe.
 
"Foi um jogo bem importante porque não tínhamos o Juninho, o Eduardo, o Rodolfo, o Alê e o Flávio, que está voltando ainda, mas esses quatro são jogadores muito importantes para a gente. Na vida como no futebol ninguém é insubstituível, a vida segue e as coisas acontecem. É uma grande oportunidade para os jogadores que estão entrando, como no caso do Geovane e do (Marcelo) Toscano também. Os jogadores que estão entrando estão dando conta do recado e isso vai fomentando nossa competitividade interna, vai melhorando a nossa performance", avaliou o comandante.



Lisca alertou para o fato de que a maratona de jogos vai continuar, já que o América, além da Série B, terá o confronto com o Corinthians pelas oitavas de final da Copa do Brasil. Ele considera que o grupo terá papel determinante para suportar eventuais desfalques e manter a qualidade na performance. "É importante contar com vários jogadores, porque tem muitas lesões, é um ano atípico, agora vai embolar a Copa do Brasil e a gente quer produzir bem nas duas competições. Então, a força do grupo é importante e os jogadores têm aproveitado as oportunidades", declarou.

O treinador admitiu a baixa produção ofensiva na etapa inicial, mas aprovou a postura no segundo tempo, quando o Coelho construiu a vitória em Ribeirão Preto. Ele disse, no entanto, que o time precisa evoluir para se firmar em definitivo na disputa pelo acesso à Primeira Divisão. "Nós tentamos resolver o jogo de maneira mais individual do que coletiva e isso nos atrapalhou. No segundo tempo, com Geovane e Marcelo mais entre as linhas, na frente dos volantes adversários, tivemos mais velocidade na circulação da bola. Após o belo gol do Marcelo, o jogo ficou bem à nossa feição. O gol de falta clareou tudo e vencemos por merecimento", observou.

"Precisamos melhorar muito ainda. A competição é muito longa, é uma maratona e a gente tem que pavimentar o caminho passo a passo, jogo a jogo e é o que o América está fazendo. Estamos valorizando muito essa oportunidade profissional que o América está dando para nós da comissão técnica, para os jogadores e para os funcionários poderem mostrar seu trabalho em um clube com a tradição que o América tem", enfatizou o técnico.

Tags: américa coelho serieb interiormg desfaques lisca